Será que os valores humanistas ainda guiam o projecto europeu?